Roda do Domínio

06/01/2014 18:50

A Roda de Domínio

 

Ao iniciar o blog neste site, resolvemos abordar a Roda do Domínio. 

Esta Roda do Domínio é uma ferramenta que nos ajuda a concentrarmos nossas energias e esforços de forma a alcançar sempre o equilíbrio e traçar metas para chegarmos aos resultados que desejamos.

A Roda deve ser dividida nas áreas que nossa vida é dividida, por exemplo: Trabalho, casa, escola, etc.

Para usar a Roda do Domínio, primeiro devemos estabelecer quais são as áreas que temos em nossas vidas que devem estar em equilíbrio. Então desenhamos um círculo e dividimos este círculo em fatias (como as fatias de pizza) no número de áreas que escolhemos. Considera-se o centro do círculo como 0 (zero) e graduam-se as linhas que formas os pedaços de pizza até o 10 que é o encontro desta linha com a linha do círculo.

Para estar vivendo bem, de forma equilibrada, com uma boa qualidade de vida, é necessário que todas as áreas estejam em equilíbrio. Com a Roda do Domínio bem desenhada, você irá notar quais as áreas você está se focando muito e quais as áreas que necessitam de mais esforços de sua parte. Então devemos traçar um plano para deixar tudo devidamente equilibrado.

Como estamos tratando aqui especificamente de Ginetes e Treinamento de Cavalos, sugerimos uma Roda do Domínio com a do desenho abaixo:

 

Para se tornar um ginete melhor, não basta apenas dominar suas técnicas de montaria. Você também tem que encontrar o equilíbrio certo  de atenção para as seguintes áreas:

1. Condicionamento Físico

2. Tempo

3. Espiritual

4. Mente e Emoções

5. Emprego

6. Estudo

7. Relacionamento

8. Crescimento Espiritual, Fortalecimento e Cumprimento.

9. Arte de Montar.

10. Trabalho de Base (horsemanship + guia (lounge) + trabalho de chão (working hand)).

A figura abaixo mostra a roda de domínio com suas áreas divididas e prontas para serem graduadas:

 

Se toda a sua energia está focada apenas em uma área em especial, você está fora de equilíbrio, fora de Ballanced, não está prestando atenção suficiente para outras áreas importantes ao desenvolver determinada atividade.

A Roda do Domínio te ajuda a identificar áreas  que precisam  de mais atenção para que você se torne um ótimo ginete e tenha um ótimo relacionamento com seu cavalo.

A Roda de Domínio que recomendamos é divida em 10 áreas aqui descritas:

É válido salientar que as áreas da Roda do Domínio dependem da pessoa que a esta escrevendo, podendo ser divididas em mais ou menos áreas do que as aqui mostrada.

 

1. Domínio do se Condicionamento Físico

 

 

 

Queremos que nosso cavalo seja flexível, musculado, atlético, e ainda que tenha uma boa coordenação motora, equilíbrio e ritmo. E ainda queremos isto quando estamos montando. Mas isso só é possível quando o cavalo e cavaleiro se movem juntos, como um só. 

Lógico que é necessário ter energia para se treinar um cavalo, afinal sempre somos o exemplo. Sem energia não há como ser um bom ginete.

O cavalo sempre se espelha em seu ginete, portanto é óbvio que  devemos nos esforçar para termos as mesmas qualidades que queremos em nosso cavalo. 

Sendo assim, para estar equilibrado nesta área deve-se: fazer exercícios físicos (como o Treino do Ginete), dormir o suficiente, respirar de forma eficaz durante o tempo que passa com seu cavalo, beber bastante água e comer de forma saudável (comer alimentos ricos em água e comer de forma eficaz, optar por ficar longe de alimentos nutricionalmente vazios – “fast food”), além de ter outros hábitos saudáveis como: não fumar, não beber em excesso para sempre maximizar sua energia, vitalidade e saúde.

 

2. Domínio do Tempo

 

 

É de conhecimento geral que o tempo é praticamente uma matéria em extinção.

Quantas vezes não ouvimos frases do tipo: Como você consegue fazer tudo isso? Você dorme?

Ao mesmo tempo em que o tempo está escasso, o palavra de ordem é GESTÃO. 

Oras todas as Obras primas levam tempo. Isto é fato.

Ao mesmo tempo, sempre temos tempo para coisas importantes para nós. Se não temos tempo, é porque não é importante.

Então se queremos, achamos tempo, quer dizer que nós estamos fazendo uma GESTÃO DESTE TEMPO. 

Se conseguimos fazer esta gestão, por que não a fazer de forma um pouco mais eficaz, distribuindo nosso tempo entre todas as áreas que colocamos aqui na Roda do Domínio e com isso parar de correr porque estamos sem tempo, ou atrasados?

Nós todos temos as mesmas 24 horas por dia, mas como sabiamente você está usando as suas?

Você deve determinar como você se concentra e passa o seu tempo a cada dia, a fim de criar o domínio em todas as áreas, e lembre-se:

“Tempo = Vida, Portanto, desperdiçar o seu tempo é desperdício de vida, ou dominar o seu tempo é dominar sua Vida.” - Alan Lakein.

Coragem!! O tempo é o seu maior aliado na vida!!! Basta gerenciá-lo e cumprir o plano traçado para tomar as rédeas do tempo!!

 

3. Domínio Espiritual

 

 

Hoje existem várias religiões. Todas são importantes, principalmente aquela que você pratica e acredita!

Ter uma religião é extremamente saudável. A religião nos traz paz, felicidade, conforto e muitas vezes formas de agir, pensar, entender o nosso próximo e interagir com mundo ao nosso redor. 

Independente da religião escolhida, é necessário criar o tempo e as rotinas que esta religião nos pedem. Por isso é muito importante colocá-la na Roda do Domínio para estar em equilíbrio com as demais áreas. 

Ninguém consegue montar seu cavalo, estar em equilíbrio e em paz, se tiver que abrir mão de sua religião, ao mesmo tempo em que ninguém praticará sua religião da forma correta e centrada se estiver se corroendo por dentro por não estar com seu cavalo. 

 

4. Domínio da Sua Mente, Energia e Emoções.

 

Você nunca terá que dizer ao seu cavalo se você está triste, feliz, confiante, irritado ou relaxado. Ele já sabe, muito antes do que você imagina !!!

As emoções e energias que projetamos influenciam o cavalo. Portanto, é de suma relevância dominar estas nossas energias, emoções e suas causas: nossos pensamentos.

Pensamentos tem o poder de criar e de destruir. Alguns pensamento dão origem a bons sentimentos e emoções, outros já dão origem a maus sentimentos e emoções.

“Se você quer mudar sua energia, você deve mudar seus pensamentos.”

Se você dominar seus pensamentos, irá dominar suas energias e emoções, resultando assim em uma grande melhora de seu relacionamento com seu cavalo.

O seu cavalo é o reflexo de você e suas energias.  Um cavalo nunca deve ser dirigido, devemos usar a projeção de nossas mentes para guiá-lo, imagine aonde quer ir, pense, sinta e então seu cavalo irá ouvi-lo. 

Ao montar devemos visualizar o que queremos antes de pedir, tudo vem da mente. Temos que manter um diálogo com nosso cavalo, e não permitir que ele se entedie. 

Não devemos desperdiçar energia com raiva, devemos sempre estar acima dela. Se acreditarmos que teremos problemas, eles certamente aparecerão. 

Todas estas emoções devem ser substituídas por uma determinação calma, relaxamento e pensamento positivo. Nunca tenha dúvidas sobre o que você é capaz de fazer.

 

5. Domínio do Emprego / Trabalho

 

O mundo se globalizou e com isso o número de afazeres em nossos trabalhos aumentaram significativamente. 

Quem nunca se sentiu sugado pelo trabalho?

Quantas vezes deixamos de lado alguma coisa em nome do trabalho?

O número de doenças decorrentes do "stress" resultante deste trabalho louco está crescendo de forma absurda em todos os países. Todos sabem que o cérebro funciona em determinada área (trabalho) bem por um "x" tempo e que depois deste período decorrido, não estamos mais desempenhando nossas funções e atividades laborais com a mesma produtividade.

Já existem muitos médicos falando que assim não dá para continuar, o ritmo no trabalho tem que ser desacelerado. 

Na verdade o que os médicos querem dizer é que todos devem ser mais fiéis as suas rotinas: hora de trabalhar é hora de trabalhar, hora de comer é hora de comer, hora de trabalhar é hora de trabalhar, etc. É necessário se criar os hábitos de viver em família, de fazer exercícios, de comer corretamente aliado ao trabalho para que se tenha uma vida saudável. 

Montar uma rotina e passar a segui-la não é sinal de inferioridade, muito pelo contrário, planejar e seguir uma rotina é mais que saudável e necessário a todos nos dias de hoje. 

 

6. Domínio de Estudo

 

Já temos 2500 que se passaram desde a domesticação do cavalo. É realmente muito tempo ....

Há muitos documentos escritos, muitas aulas que já foram dadas, muitas experiências vividas, muitos grandes Mestres e suas obras.

Então, como parar de estudar? 

O conhecimento sempre é bem vindo. 

Um bom cavaleiro é aquele que conhece muita coisa e sempre está aberto a novos conhecimentos, que sempre está buscando novas formas de montar, buscando novos conhecimentos. 

E vamos e venhamos... se temos 25000 anos de experiência com domesticação, trato e formas de montar a cavalos, como podemos em apenas 01 vida (de 70 a 100 anos) sabermos de tudo o que existe neste mundo de equitação?

 

 

7. Domínio de Relacionamentos

 

“A qualidade de nossa vida é a qualidade de nossos relacionamentos com os outros.”

 

 

Nós não podemos aprender, desenvolver e tornarmos mestres somente por nós mesmos. 

As pessoas e os cavalos são nossos maiores professores. 

Precisamos deles, assim como eles necessitam de nós. 

Então, é essencial nutrir e crescer em seus relacionamentos. 

Devemos aprender o que todos nos ensinam, e não nomear somente um mestre. 

Temos que ensinar a todos o que sabemos. 

Ao mesmo tempo temos que ser ginetes abertos a novos conceitos, sentindo e entendendo nossos cavalos. 

Não podemos ser críticos e muito menos ainda ginetes cruéis. 

O domínio de relacionamento dão recursos ilimitados para crescer  e contribuir. 

É por este domínio que existe as frases: “Apenas tempo de sela te trará este atributo” , "Quanto menos você fizer, melhor" , "Não tenha dúvidas do que você é capaz de fazer" , "Deixe que venha do cavalo, deixe que ele seja seu professor, tenha um assento inteligente, capaz de ouvi-lo".

 

8. Domínio do Crescimento Espiritual, Fortalecimento e Cumprimento

 

Durante e vida e educação nós e nossos cavalos crescerão espiritualmente: nossos cavalos se tornarão os melhores cavalos que eles podem ser e nós seremos os melhores cavaleiros que podemos ser. 

Ambos vamos sentir calma, força interior, orgulho e desfrutar de nossos únicos e autênticos momentos.

Mas não podemos esquecer que nós CRESCEMOS, então temos que dar! Contribuir deve ser a principal direção por trás de tudo o que fazemos. Não é sobre o que temos, mas quem nos tornamos, o que nós contribuímos, o que significa crescimento, fortalecimento e cumprimento em nossas vidas.

"Nós temos que trabalhar por uma causa e não por aplausos. Sucesso é a consequência de um bom trabalho, não o motivo de um bom trabalho."

Não podemos nos tornar ginetes/instrutores de sucesso. Temos que nos tornar ginetes/instrutores de VALOR !!

 

9. Domínio da Arte de Montar

 

 

Na arte de montar nós nos esforçamos para alcançar a mais alta perfeição e harmonia com nosso cavalo. Devido aos exercícios lógicos e estruturados, cavalo e cavaleiro são treinados de acordo com suas possibilidades e talentos – tanto fisicamente, como mentalmente, emocionalmente e espiritualmente – para um nível que é confortável para ambos.

Nesta área nós desenvolvemos grandes habilidades e conhecimento sobre: assento, perna, rédeas, mãos, chicote, espora, uso de nosso equilíbrio, centro, energia e a influencia da nossa visão interior e sentimentos. 

Também desenvolvemos a habilidade de montar sem fazer nada, ao pensarmos o cavalo já executa e quanto mais isso acontece, mais queremos isso. 

Temos que desenvolver nossa montada com respeito, amor, equilíbrio e leveza para que todos que nos vejam achem que estamos dançando e formando um só ser. 

Precisamos sempre ter em mente: Ensinar e treinar cavalos pedindo sem agressão, amando-os sem condição e sublimando-os através de dividir, dar e sentir.

 

10. Domínio do Trabalho de Base (Horsemanship + Guia/Longing + Chão/Working Hand/Groundwork)

 

Para conseguirmos ter uma boa montaria é preciso ter uma boa comunicação com nosso cavalo.

O cavalo é naturalmente um ser predado na Natureza, enquanto que o Homem é um ser predador. É neste ponto que começam a existir problemas de relacionamento entre homens e cavalos. 

Para conseguir ter um bom relacionamento com nossos cavalos, precisamos que eles parem de sentir medo de nós (predado temendo predador) e que nos entendam e passem a nos respeitar como líderes de sua manada. 

Para isso é muito importante, independente do esporte equestre que se está sendo praticado, que nós guiemos nossos cavalos de forma a ter este relacionamento. Este relacionamento é denominado horsemanship, e é feito através do uso da linguagem "equss" (linguagem dos cavalos).

Fica evidente, portanto, que este relacionamento jamais será formado somente ao se montar o cavalo. É necessário que nós ginetes tenhamos um relacionamento com nossos animais antes de montá-lo.

Verdadeiros lideres tem a capacidade de cuidar, de dar a seus cavalos o que eles precisam e de se conectar com ele para ensina-los o que eles precisam saber. Bons  ginetes estão constantemente observando e treinamento si próprios para serem melhores lideres e guias para seus cavalos.

 

Bons trabalhos que envolvem uma ginástica da mente são feitos no chão e preparam o cavalo para ser montado.  

Estes exercícios são feitos no chão, no trabalho de guia, e em liberdade. Podem ser desde círculos que fazem com que cavalos aprendam a andar para frente e para baixo , engajando corretamente seus posteriores, cedendo as costas, contraindo seu abdômen e proporcionando um aprendizado sobre equilíbrio igual em todas as patas, até exercícios mais complexos como espáduas adentro, garupa adentro, "passage", "piaffe" e "levade". O resultado é um cavalo mais musculoso, com melhor condicionamento físico e mental, além de incrementar a coordenação antes de adicionar peso ao dorso do cavalo.

Trabalho de base, de chão, guia e liberdade trazem muitos benéficos tanto para o cavaleiro como para o cavalo. São muito usados em cavalos novos, mas também devem ser usados para cavalos já treinados, em competição, para ajudar a ficar em forma e para dar alguma variedade a rotina de treinamento. 

Um dos grandes benefícios deste tipo de trabalho é a capacidade de estudar nosso cavalo do chão e observar seus movimentos, andaduras, musculatura, ritmo, forma física, alertas e melhorias que nosso cavalo está alcançando.

Ao perseguir a excelência em nosso esporte equestre, montar é menos da metade do que é necessário para se tornar bom neste desporto. A grande parte da roda não envolve somente montar e ainda é onde grandes realizações podem ser feitas, especialmente na base, trabalho de guia com o cavalo, trabalho de chão e trabalho em liberdade.

 

7  Passos para Achar Equilíbrio na Roda do Domínio

 

Todas as áreas aqui mostradas, nos últimos artigos, podem ser colocadas em uma roda, conforme dito em A Roda do Domínio, Parte 1, que te mostrará uma representação visual do equilíbrio entre elas. 

É lógico que se você pode adicionar ou retirar alguma das áreas.

Para montar sua própria Roda do Domínio sugerimos seguir o seguinte roteiro:

1.    Desenhe a Roda -  desenhe um círculo e então divida o círculos em pedaços (como se fosse uma pizza). O número de fatias de pizza deve ser igual ao número de áreas que você considerou importantes. No momento iremos usar as 10 áreas descritas anteriormente.

 

2. Gradue você mesmo em uma escala de ‘0 a 10’ onde você está hoje, pegando uma área por vez. O meio do círculo corresponde a Zero (0) e o lado de for a do círculo (a margem) corresponde a Dez (10). 

3. Desenhe uma Linha na seção que representa o número que você se graduou. Repita isto para todas as seções.

 

4. Pinte com uma cor cada seção para ter uma figura real representando exatamente onde você está em cada área. Qual é o resultado? Provavelmente é algo como:

 

5. Agora, imagine se você está indo a 100 kms por hora com a roda como a desenhada acima – que não é redonda em todos os lados – você sobreviveria?

A maior ideia por de trás da Roda do Domínio é que ela diz que quais são os raios da roda que necessariamente devem ser do mesmo comprimento para um passeio suave e eficaz. A seleção dos raios neste exemplo representam que é necessário trabalhar o domínio do tempo , da mente, emoção e energia, estudo e condicionamento físico para se tornar um Cavaleiro Mestre.

 

6. Observe as áreas que você é  forte, mas tenha, literalmente, um olhar e trabalho para as áreas que precisam de mais atenção.

Com certeza há áreas que não estão recebendo tanta atenção quanto você gostaria. No entanto, existem também áreas onde você está colocando mais esforço do que você gostaria.

Uma vez que você identificou as áreas que precisam de mais atenção, é hora de colocar “mãos na massa”.

7. Planeje as ações necessárias para o trabalho, e, depois de cumpri-las, refaça sua graduação e veja seu novo balanço.

Quais são as ações que você precisa começar a fazer para conseguir alcançar o equilíbrio? Nas áreas que atualmente absorvem sua energia e tempo, o que você pode fazer ou re-priorizar ou delegar a outra pessoa?

 

É isso: Sem o equilíbrio correto de todas as áreas, você ainda não vai ser capaz de montar e se sentir como um centauro!